Revolta


revolta590

Durante todo este ano, ensinamos, aqui na EBI, passagens bíblicas relatando os feitos maravilhosos do Deus Vivo no meio do Seu povo.

Você conheceu as histórias impressionantes do que Ele fez no passado e entendeu que Deus continua sendo o mesmo, e que Ele espera que Seus filhos continuem confiando e guardando Suas Promessas.

Em sua época, Gideão também ouviu o homem de Deus falar dos milagres do passado. Ouviu histórias maravilhosas sobre como Deus libertou o povo hebreu da escravidão no Egito, de forma extraordinária. Ele guardou bem isso no seu coração e não esqueceu.

Porém, começou a ver seu povo sofrer opressão novamente por outros povos, que invadiam seus campos e destruíam sua cidade. Gideão ficou muito revoltado contra aquela situação. Seu povo trabalhava com as sementes e o gado escondidos — e até em cavernas, porque os outros povos viam e roubavam os seus pertences. Já não aguentava mais ter que trabalhar tanto e ficar pelas madrugadas acordado e aterrorizado, com medo das invasões, até que…

“o anjo do SENHOR lhe apareceu, e lhe disse: O SENHOR é contigo, homem valente. Mas Gideão lhe respondeu: Ai, Senhor meu, se o SENHOR é conosco, por que tudo isto nos sobreveio? E que é feito de todas as Suas maravilhas que nossos pais nos contaram, dizendo:
Não nos fez o SENHOR subir do Egito? Porém agora o SENHOR nos desamparou, e nos deu nas mãos dos midianitas.” (Juízes 6:12-13)

Deus não achou que era malcriação dele, mas entendeu que Gideão acreditava tanto no que Deus havia prometido ao Seu povo, que estava requerendo o cumprimento da promessa, pois não estava vendo isso acontecer de fato. Ele sabia que Deus não mentia, então, aquilo que estavam vivendo não fazia sentido.
Com essa atitude de cobrar as promessas de Deus, Gideão mostrou a sua fé, que agradou a Deus. Até então, ninguém do povo O procurava e, com isso, cada vez mais sofriam e se distanciavam do Senhor Deus.

Aprendemos assim que, sem fé, é impossível agradar a Deus.
Então, se você crê na Palavra de Deus e vê em sua casa problemas financeiros, de doenças e de muitas brigas, tem que se revoltar contra essa situação. Não é rebeldia contra Deus, mas revolta contra o mal. Os justos não podem aceitar qualquer tipo de opressão ou escravidão. Essa revolta nos faz experimentar do poder de Deus, nos dá condições de prosseguir e ainda ajudar outros que sofrem.

Deus Se agrada quando manifestamos essa fé inteligente e procuramos viver uma vida de sacrifício e obediência a Ele. Isso também inclui a fidelidade nos dízimos e ofertas, pois cremos na proteção que Ele promete a quem é fiel e fazemos nossa parte, para garantir que não estaremos nas mãos dos nossos inimigos.
Não podemos aceitar sofrimento, nem nos acovardar diante dos problemas. O nosso Deus é o Senhor dos Exércitos e os Seus filhos não podem se comportar como derrotados. Eles têm que ser valentes, corajosos e com atitude de vencedores, não importa a situação.

Ester Bezerra

Achou interessante? Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comentários recentes